A Ilha do Faial, também conhecida como Ilha Azul, é ilha preferida dos velejadores. A “Insula de Ventura”, como chegou a ser chamada, é o ponto de encontro entre iates de todo o mundo que aqui chegam em busca de aventura, águas límpidas de peixes coloridos e paisagens vertiginosas. Faial à vista!

Faial é uma paragem obrigatória para velejadores. Não só porque a marina da Horta, protegida a sul pelo Monte de Guia e a norte pela Ponta da Espalamanca, se encontra numa localização privilegiada contra os ventos, mas também devido ao acolhimento afável que encontram no Peter’s Café Sport. Com vista directa para o Atlântico, o bar é ponto de passagem obrigatório de quem chega de barco à ilha e o local privilegiado para beber um gin ao fim da tarde. O mítico local, em funcionamento desde 1918, foi eleito em 2009 o melhor bar do mundo para navegadores, numa competição internacional destinada a identificar pontos de referência para navegadores que cruzam os oceanos. Mesmo ao lado, a merecer uma visita, estão as famosas e inspiradas pinturas desenhadas pelos “aventureiros do mar” ao longo dos anos.

 

 

O Faial é uma das ilhas mais cosmopolitas dos Açores, espírito que concilia com uma beleza crua selvagem cuja face mais visível é a paisagem nua junto ao vulcão dos Capelinhos. A erupção de 1957 cobriu casas e pastagens de cinza vulcânica, levando muitos faialenses a emigrar. Actualmente a zona é reserva natural da ilha e álbum vivo das omnipresentes forças telúricas no arquipélago. Tal como a profunda cratera da Caldeira, com 2000 metros de diâmetro e 400 de profundidade, revestida pela luxuriante vegetação endémica da ilha. Em dias de céu limpo, vale a pena percorrer o trilho que dá a volta completa à cratera e do alto contemplar as ilhas do Pico, São Jorge e Graciosa.

Na costa ocidental da ilha, impõe-se uma passagem pela fajã do Varadouro, famosa pelas suas piscinas naturais. Recortadas entre rochas basálticas de natureza vulcânica, são dos locais de veraneio mais procurados devido às notáveis configurações rochosas, a temperatura amena da água e a vistas sublimes para a vertente sul da ilha. O colorido anil das hortênsias destaca-se na paisagem. É a assinatura da ilha azul, como lhe chamou o escritor português Raul Brandão.

Faial é sobretudo um local apetecível para quem gosta de actividades desportivas ligadas ao mar - vela, remo, mergulho, caça submarina, observação de baleias e golfinhos, e pesca. O triângulo, formado pelas ilhas do Faial, Pico e São Jorge, é um dos cenários de eleição para os amantes de big game fishing, um autêntico desafio para pescadores desportivos que aqui podem capturar tubarões de grande porte, bonitos, espadarte e atum. Além de regatas, a Horta é o ponto de partida para agradáveis e tranquilos cruzeiros.